05/08/2011

008 - O Santo Jesus Agreste


Desenho de Capa:
Cayman Moreira
(85) 9641-7935



Foi num tempo já passado
De seca lá no sertão
Onde um povo maltratado
Pela dura sequidão
Viu no solo nordestino
O milagre de um menino
Ser do povo a redenção.
            (...)
Onde com a mão tocava
A natureza atendia
Quando uma planta murchava
Se tocasse ela crescia
Se uma rês amuasse
E nela Agreste tocasse
De certo não morreria.
           






 (.....)
Dizem que o sertão chorou
Como chora uma criança
E nunca mais se plantou
Com a mesma confiança
E hoje lá no Nordeste
O Santo Jesus Agreste
É uma santa lembrança.

Contato:
(85) 8897-4497 (oi) 9985-7789 (tim)